quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Quaresma: Convertei-vos e Crede no Evangelho

Hoje, adentrarei em um assunto diferente do que é o comum abordar nesta coluna, começamos a vivenciar um novo tempo litúrgico – A Quaresma. Tempo que tem por objetivo fazer com que os católicos voltem sua atenção em preparação para a Semana Santa, é nesse período que a igreja atenta para uma chamada de atenção à conversão deixando a incógnita se realmente sabemos distinguir a nossa fragilidade, o nosso pecado, como também crer naquele que é o nosso Salvador.
É na liturgia da quarta-feira de Cinzas que assumimos a fragilidade de ser humano e ao mesmo tempo lembramos que somos pó e ao pó vamos voltar, tal gesto, de receber as cinzas sobre nossas cabeças nos faz encarar essa realidade explicitamente, colocando em evidência aquilo que em nós é matéria, e como tal se decomporá.
Todo o percurso quaresmal vai nos convidar à conversão, seja na mudança de atitudes, ou no pedido da realização de sacrifícios e, ao mesmo tempo, uma abertura para o outro quando perdoamos.
Por se tratar de um tempo forte na igreja, onde muitos se voltam a Deus de coração, é necessário um tempo de penitência, reconciliação, e tudo o que circunda o altar é favorável para que isto aconteça, seja nas vestes litúrgicas, no altar vazio e sem flores como também as músicas que dão um tom de reflexão.
Certo dia lendo sobre o assunto em um livro base da CNBB me atentei que “cantar a Quaresma é antes de tudo, cantar a dor que se sente pelo pecado do mundo, que, em todos os tempos e de tantas maneiras crucifica os filhos de Deus e prolonga assim a paixão de Cristo. O canto da quaresma é um canto de luto, um canto sem gloria e sem aleluia, é um canto sem flores e sem vestes de alegria, é um grito penitente de que implora e suplica”.
Se realmente aceitarmos o “desafio” da quaresma, no sentido de meio eficaz para a nossa conversão, será importante procurarmos o Sacramento da Penitência para que haja realmente uma reconciliação com Deus.
Uma Feliz e Santa Quaresma para Você!

Nenhum comentário: